Como conciliar empreendedorismo e desenvolvimento pessoal para ter sucesso?

Na sua opinião, o que é ser bem-sucedido? Há alguns anos, a grande maioria das pessoas responderia que sucesso profissional é sinônimo de um salário alto.

empreendedorismo e desenvolvimento pessoal

Hoje em dia, porém, os conceitos estão mudando e o fato de encontrar um propósito profissional e pessoal em seu trabalho se sobressai à questão financeira.

É por isso que muitas pessoas têm optado por se tornar donas de seu próprio negócio. Para muitos, empreendedorismo e desenvolvimento pessoal ainda caminham lado a lado.

É necessário ficar atento, entretanto, para as grandes armadilhas dos novos modelos de trabalho que existem atualmente. Muitos dos que se arriscam no empreendedorismo cometem o erro de acreditar que trabalho e vida pessoal são uma coisa só.

E assim começam a levar trabalho para casa e cancelar compromissos com a família e amigos para ficar trabalhando até mais tarde. Dessa forma, podem perder etapas importantes do desenvolvimento dos filhos e momentos preciosos do convívio familiar.

Há quem acredite que é necessário fazer uma escolha entre a família e o empreendedorismo, mas não é necessário todo esse radicalismo para resolver o problema.

Entretanto, o segredo para conciliar empreendedorismo e desenvolvimento pessoal está em encontrar o equilíbrio. Se você tem essa consciência, mas não sabe como colocá-la em prática, separamos abaixo 4 dicas de ouro que vão ajudá-lo:

1. Pense em trabalho e vida pessoal como duas coisas distintas

Quando você era um empregado, você não cumpria seu horário e depois ia para casa para descansar? Pois bem, não é porque você se tornou seu próprio patrão que isso tem que mudar.

Estabeleça um horário para permanecer na sua empresa e trabalhar e evite levar coisas de lá para fazer em casa. Mantenha uma agenda atualizada com todos os seus compromissos pessoais e profissionais e organize-se de forma a cumpri-los.

Outro ponto importante é manter contas bancárias distintas para você e para a sua empresa. Misturar o dinheiro pessoal com o do empreendimento pode fazer com que você perca o controle sobre os gastos.

2. Delegue e automatize processos

Contar com uma mãozinha da tecnologia vai ajudá-lo a não perder tempo. Postagens para Facebook, por exemplo, podem ser agendadas. E lembre-se que com poucos cliques é possível reproduzir o conteúdo também em outras redes sociais.

Além disso, distribuir tarefas entre a equipe aliviará a sua agenda e ainda fará com que os seus colaboradores se sintam mais motivados. Só não vale deixar para os outros só as tarefas mais difíceis: tenha bom senso!

3. Use e abuse de ferramentas de gestão de tempo

Você já ouviu falar em pomodoro? Não, não é do molho de tomate que estamos falando! Trata-se de um sistema no qual você permanece por 25 minutos ininterruptos em uma tarefa e descansa por 5 minutos. Ao final de 4 “pomodoros”, você tem 15 minutos para “recarregar a bateria”.

Esse é apenas um exemplo de como usar a tecnologia para gerir seu tempo. Agendas eletrônicas e to-do lists também são bem-vindas.

4. Capacite-se

O fato de ser bom no que faz não te isenta da obrigação de melhorar sempre. Portanto, busque sempre se manter atualizado sobre o que está acontecendo no mercado. E não se preocupe caso o dinheiro esteja curto: existem cursos gratuitos.

Frequentar eventos relacionados ao seu segmento também é uma forma de manter-se sempre antenado.

E então? Mais animado com a possibilidade de conciliar empreendedorismo e desenvolvimento pessoal? Então leia também nosso post sobre a hora certa para começar a empreender.