Como saber se o investimento na franquia está dando retorno?

O empreendedorismo sempre foi uma característica presente no Brasil, sobretudo nos momentos em que a economia começa a crescer novamente. Nesse sentido, uma ótima opção para investir é no mercado de franquias.

Investimento na franquia

Estamos falando de empresas já conhecidas, com plano de ação definido e a possibilidade de contar com a experiência de quem já se estabeleceu no setor. Mas você sabe dizer quando o investimento em franquia pode trazer frutos positivos?

Foi com base nisso que preparamos um artigo sobre os principais aspectos e métricas relacionadas com a avaliação estratégia de uma franquia. Acompanhe e entenda melhor!

A análise do ROI

O retorno sobre o investimento, em inglês return on investment, trata de um conceito extraído do mercado financeiro para avaliar a taxa de lucro decorrente de uma aplicação.

No caso específico das franquias, a metodologia diz respeito à compreensão do prazo em que o empreendedor pode recuperar sua aplicação inicial. É válido destacar que, nessa abordagem, o modelo franchising é extremamente benéfico e costuma apresentar resultados bem diretos.

Isso significa que, quando o empreendedor adquire uma franquia, já existem dados comprovados que demonstram o prazo médio para recuperar o que foi inicialmente gasto. Somente é possível alcançar essa taxa com um plano de negócios bem definido — algo presente quando o objetivo é investir em uma franquia.

O salário é diferente do lucro

É importante compreender que, quando estamos tratando de um investimento, o lucro operacional da atividade significa o resultado direto de um período. Esse valor é obtido através da exclusão de custos, salário de funcionários e impostos, por exemplo.

Sendo assim, todo o resultado não vai direto para a conta do franqueado. É importante separar o patrimônio pessoal e o do negócio — isso garante um progresso contínuo de atividades e o crescimento natural da franquia.

A dica aqui é compreender quais são os custos e o fluxo de caixa da empresa, provisionar os valores necessários e fixar um salário. Dessa forma, será possível investir no que é necessário.

O papel do franqueado e do franqueador

O papel mais importante da franqueadora é acompanhar de perto o desempenho de cada unidade franqueada. Isso significa contar com suporte estratégico em diversas questões, como gestão dos custos, contratação de funcionários, estruturação de campanhas de marketing e diversas outras questões.

Esse é, inclusive, o grande diferencial capaz de agregar valor a quem opta por iniciar uma empresa no mercado de franquias.

Por outro lado, a responsabilidade do franqueado é cuidar das atividades com resiliência e planejar estratégias para atender melhor o público. Isso inclui cuidados com a gestão da franquia, manutenção de estoque e atenção para questões tributárias.

A decisão pelo investimento em franquia

Como destacamos durante esse artigo, o papel de ambas as partes é extremamente importante, e, mesmo com um modelo de negócios já pronto, o investimento em franquia demanda uma série de habilidades empreendedoras para que a empresa seja um sucesso no mercado.

E você, leitor? As informações foram produtivas? Não se esqueça de assinar nossa newsletter e receber novos materiais em primeira mão!