Por que considerar uma franquia como opção de empreendedorismo?

Muitos brasileiros encaram a abertura do negócio próprio como uma forma de fazer com que o seu dinheiro “trabalhe” e renda lucros. Contudo, em muitos casos, essas pessoas ainda não estão preparadas para tal empreitada. Para evitar esse problema, a melhor solução é considerar uma franquia como opção de empreendedorismo.

franquia como opção de empreendedorismo

Afinal, de acordo com um estudo da Rizzo Franchise, o investimento em uma marca já consolidada apresenta menos riscos do que fundar uma empresa do zero. Isso se deve a vários motivos, como ter o suporte da franqueadora, usar um nome já consolidado no mercado e manter processos e modelos de negócios que foram testados e aprovados.

Leia este artigo até o final e entenda por que você deve ponderar a possibilidade de investir em uma franquia.

O que é uma franquia?

De maneira geral, investir em uma franquia é um dos meios mais fáceis e eficientes de começar um negócio próprio. Isso porque esse sistema se baseia em adquirir, de uma empresa consolidada (franqueadora), o direito de usar a sua marca e o seu modelo de negócio.

Além disso, o investidor (franqueado) não fica desamparado em sua jornada empreendedora, pois ele conta com uma grande variedade de serviços da franqueadora. Em muitos casos, a matriz transfere o seu know-how, aplica treinamentos que melhoram a gestão e a prestação do serviço e realiza uma assistência contínua.

Em contrapartida, além do valor fixo investido pela aquisição da unidade, o empreendedor deverá pagar ao franqueador mensalidades, as quais variam de acordo com o faturamento da franquia e servem para custear a assistência adquirida.

Quais as vantagens de uma franquia como opção de empreendedorismo?

Ao investir em uma franquia, o empreendedor tem menos riscos, já que, devido à transferência de conhecimento, na sua unidade ocorre uma replicação de ações que foram testadas e têm eficiência constatada, o que reduz a probabilidade de que ocorram erros. Soma-se a isso, o fato de o empreendedor não ter que gerenciar o seu negócio sozinho, pois é obrigação do franqueador dar todo o suporte a ele.

Para que o franqueado se torne mais preparado, as matrizes estão investindo na criação de universidades corporativas para capacitá-lo. Isso favorece os mais inexperientes, pois eles encontrarão informações e conhecimentos que proporcionarão uma melhor administração de suas unidades.

Outro fator vantajoso de empreender com franquias é que a empresa não começará do zero. Afinal, a unidade usará uma marca conhecida e consolidada, além de contar com uma estrutura já estabelecida, bastando ao empreendedor replicar um modelo de negócio que já foi exaustivamente experimentado.

Diante disso tudo, não é de se espantar que a taxa de mortalidade de uma franquia seja menor que a de empresas que não sejam desse modelo. De acordo com o estudo já citado, enquanto 26% dos novos negócios de varejo não passam do primeiro ano, apenas 3% das unidades franqueadas são fechadas nesse período.

O que saber antes de investir em uma franquia?

Antes de considerar abrir uma franquia, é preciso que o investidor possua algumas informações. Primeiro, é necessário saber que existe uma lei que regulamenta o modelo de franchising no Brasil. Por meio dela, o franqueador deverá emitir um documento — denominado de Circular de Oferta de Franquia (COF) — que esclarece todas as informações do negócio e as regras que o franqueado precisará seguir.

Devido a tudo isso, caso você tenha o desejo de abrir um novo negócio, sem nenhuma dúvida, será necessário considerar uma franquia como opção de empreendedorismo. Assim, além de usufruir de todo o suporte proporcionado pela franqueador, o investimento será mais seguro.

Caso você queira aprender mais, que tal descobrir tudo que você precisa saber sobre franquias? Até a próxima!