Entenda como funciona o processo seletivo de uma franquia

Investir em um negócio próprio tem sido, cada vez mais, a escolha de profissionais que desejam conquistar a independência financeira.

processo seletivo de um franquia

Nesse sentido, as franquias têm a vantagem de disponibilizar uma estrutura organizacional já testada, oferecendo mais segurança para quem não sabe por onde começar.

Mas como funciona o processo seletivo de uma franquia? Embora não exista uma receita-padrão, algumas etapas são geralmente seguidas pelo franqueador na hora de escolher o empreendedor que tocará uma unidade do negócio.

Neste post, você vai conhecer esse processo e, assim, terá condições de se preparar para dar mais um passo em direção ao sonho de empreender. Continue a leitura!

Manifestação do interesse

A primeira fase da seleção ocorre com o empreendedor manifestando o desejo de estabelecer uma unidade da marca. Normalmente, esse contato ocorre por e-mail ou pelo preenchimento de um cadastro no site da franqueadora.

É natural que a rede solicite informações detalhadas, com o objetivo de traçar um perfil do interessado. A maioria das empresas já tem definidas as características que desejam encontrar no futuro parceiro. No geral, a condição financeira e o tempo para se dedicar à franquia são os fatores mais levados em conta.

Apresentação da rede de franquias

Após a manifestação inicial, o candidato é convidado a conhecer, com mais detalhes, a empresa. Nessa reunião de apresentação, é explicado como a franquia funciona. Tal momento deve ser utilizado pelo empreendedor para tirar todas as dúvidas sobre:

  • o público-alvo;
  • as estratégias de marketing;
  • o faturamento médio;
  • a expectativa de retorno do investimento;
  • as demais questões sobre o andamento do negócio.

Entrevista de seleção

A entrevista individual é a etapa em que o candidato deve comprovar a origem do capital para investir na franquia. A franqueadora também analisará o perfil psicológico do potencial parceiro. Basicamente, são avaliadas 3 características durante a conversa:

  • capacidade para administrar a franquia;
  • condições financeiras;
  • motivação apresentada pelo candidato para gerir a unidade.

Depois dessa reunião, se o interesse pela parceria continuar nas duas partes, a franqueadora entrega ao empreendedor a Circular de Oferta de Franquia (COF). O documento reúne todas as informações do negócio e uma cópia do contrato, que deverá ser analisado pelo candidato.

Test-drive

A prática de realizar um test-drive com o empreendedor antes de fechar a parceria tem sido cada vez mais adotada pelas redes. O processo consiste fazer com que o franqueado passe alguns dias conhecendo todas as operações da franquia. Há a possibilidade, inclusive, de fazê-lo trabalhar como gerente de uma unidade.

O método traz benefícios para ambas as partes. O franqueador pode avaliar as capacidades profissionais do candidato, enquanto o interessado pode decidir se aquela rotina se enquadra em seu perfil e se está disposto a segui-la.

Reunião de fechamento

Por fim, se o candidato for aprovado em todas as etapas e mantiver o interesse após conhecer os detalhes do contrato e a operação do negócio, é realizada a reunião para o fechamento da parceria.

Depois que a papelada estiver assinada, iniciam-se as fases de planejamento para a abertura da unidade: localização, aquisição de equipamentos, seleção de equipe, treinamento e demais questões.

Agora que você já conhece as etapas do processo seletivo de uma franquia, não deixe de conferir nosso post sobre os tipos de taxas que são cobradas de um franqueador para um franqueado. Até a próxima!