Qual tipo de suporte você pode obter de uma franquia?

O suporte de franquia é um fator essencial para o sucesso da unidade. É por meio dessa ajuda que os franqueados recebem o know-how e as melhores práticas de gestão para sua unidade.

Suporte de Franquia

Na verdade, muitos empreendedores não têm experiência em administração e encontram na franquia a oportunidade de abrir o primeiro negócio.

Nessas situações, o suporte oferecido pela franqueadora é mais importante ainda. Pois será por meio dessa relação que o franqueado se preparará para os desafios do mercado em que sua unidade está inserida.

Porém, é preciso entender que o suporte de franquia não se resume apenas em capacitação inicial. Deverá ser um processo contínuo, visando a ajudar o franqueado a corrigir falhas e encontrar soluções para que ele opere sua unidade de maneira assertiva. Se você está pensando em comprar uma franquia, confira a seguir os tipos de suporte que deverá esperar da franqueadora:

Os 8 tipos de suporte de franquia oferecidos no franchising

1. Facilidade em compras

Por meio de uma central de compras, a franqueadora oferece aos seus franqueados a possibilidade de comprar itens com preços mais competitivos, trazendo mais economia para as unidades. Isso porque a franqueadora possui uma rede de fornecedores parceiros em sua central.

Como as compras são realizadas em grande escala, o franqueado encontrará os melhores descontos e opções de pagamento graças à rede. Além disso, a disponibilidade de itens é muito maior, pois a franqueadora conta com diversas opções de fornecedores.

Tendo isso em vista, antes de fechar negócio com a franqueadora, o empreendedor deverá questionar quais são as facilidades que serão oferecidas para a rede.

2. Apoio jurídico

Ao fechar o contrato com a franqueadora, a empresa oferecerá apoio jurídico ao franqueado. O suporte visa a dar orientações sobre o que deve ser feito legalmente para abrir a franquia, como registrar o negócio a Junta Comercial, inscrevê-lo na Receita Federal, obter o CNPJ entre outros pormenores.

Além disso, a franqueadora ainda auxilia o franqueado no momento de contratar colaboradores para a unidade, sugerindo o perfil que deve ser procurado para cada cargo na franquia. Ainda assim, vale ressaltar que ao abrir uma unidade, o franqueado deverá abrir uma empresa com uma razão social totalmente distinta.

3. Melhor controle de gestão

A franqueadora oferece ferramentas que possibilitarão uma melhor gestão por meio de softwares e relatórios completos a respeito da operação da unidade. Com a ajuda de aplicativos, é possível saber o que está acontecendo no dia a dia de uma unidade, sabendo quantas vendas foram realizadas e como foi o movimento em um determinado período.

Assim, o franqueado poderá controlar a sua unidade de onde quer que esteja, desde que tenha acesso aos softwares disponibilizados pela franqueadora para acessar os relatórios da franquia. Essas ferramentas são especialmente boas para quem possui mais de uma unidade e precisa saber tudo que está acontecendo de forma prática.

4. Seleção do ponto comercial

A escolha do ponto comercial tem grande papel no sucesso da unidade. Por isso, o local onde uma unidade será instalada deverá ser decidido estrategicamente, levando em consideração o público-alvo, o movimento do ambiente e uma série de outros fatores que visam a aumentar as chances de sucesso do empreendimento.

Nesse sentido, o suporte oferecido vai desde o local ideal para instalar a franquia até o projeto arquitetônico, caso seja necessário construir algo na unidade. É um dos primeiros elementos que é levado em conta para que a franquia seja bem-sucedida. Por isso o suporte, especialmente nessa área, é extremamente importante.

5. Ações de marketing

Há uma taxa especial que o franqueado paga, além dos royalties, destinada especificamente para as ações de marketing da rede. A contribuição costuma ser modesta, principalmente tendo em vista os resultados que essas ações trazem não só para uma, mas para todas as unidades da rede.

A verba recolhida é destinada para ações nas mídias de massa, como televisão, rádio, outdoors, revistas e internet (principalmente nas redes sociais), trazendo disponibilidade para as franquias da marca. Algumas ações poderão evidenciar novos produtos e/ou serviços.

Inclusive, esse suporte é oferecido aos novos franqueados, que têm suas unidades divulgadas por meio de ações de marketing da própria matriz.

6. Consultoria de campo

A consultoria é uma forma da franqueadora se certificar de que todos os processos e padrões estão sendo respeitados e, assim, seguidos da forma pré-estabelecida. Além disso, esse profissional tem uma importância muito maior do que realizar auditorias. Será por meio desse colaborador que o franqueado poderá passar suas “dores” para a franqueadora.

Dessa maneira, o consultor poderá visualizar tudo que deverá ser modificado e levar para a matriz. Essa, por sua vez, deverá desenvolver as soluções para otimizar os processos e a gestão da unidade que está passando por dificuldades.

7. Treinamento para a equipe de vendas

Contar com uma equipe bem capacitada será um fator determinante para o sucesso do empreendimento. Os treinamentos são uma forma de transferir o know-how e o funcionamento do negócio de maneira que a nova unidade não perca a identidade e a essência da marca franqueadora.

O treinamento geralmente é oferecido de diversas formas, por meio de videoaulas, palestras presenciais e videoconferências. O franqueado deverá questionar como o ele será passado antes mesmo de fechar o contrato.

Esse treinamento é orientado para a gestão, controle de estoque, como atender o cliente e todas as questões mais importantes relacionadas ao dia a dia do negócio.

8. Manuais sobre processos e operações

Os manuais são documentos que reúnem todo o conhecimento sobre processos e acerca do funcionamento das operações da unidade, servindo como uma guia prático para o franqueado fazer sua franquia funcionar.

É uma das maneiras de transferir o conhecimento do negócio para o franqueado, estipulando as etapas, passos e padrões que devem ser seguidos e respeitados para que a unidade atinja o sucesso esperado.

O conteúdo impresso nos manuais, geralmente, é intuitivo, claro e objetivo, trazendo as melhores práticas que devem ser adotadas pelo franqueado. São as principais ferramentas para que a unidade não perca a essência e a identidade da marca.

Como você pôde ver ao longo deste conteúdo, o suporte de franquia deve ser uma relação de ganha-ganha, na qual o franqueador oferece todas as condições, conhecimento e ferramentas para que o franqueado obtenha o sucesso esperado com a sua unidade.

Se você gostou desse artigo sobre os tipos de suporte oferecido no franchising, siga as nossas páginas nas redes sociais para ficar por dentro das nossas atualizações. Estamos no Facebook e no Twitter!