Rede de Franquias Casa do Construtor investe em plano de expansão

Rede de franquias até o fim do ano quer estar com 300 lojas em operação e fechar o período com faturamento de R$200 milhões

A Casa do Construtor (www.casadoconstrutor.com.br), rede de franquias pioneira no segmento de locação de equipamentos de pequeno porte direcionados à construção civil, está há 23 anos no mercado. Resultado de uma história de muito trabalho e empreendedorismo de seus sócios-fundadores, os engenheiros civis Altino Cristofoletti Júnior e Expedito Eloel Arena. Atualmente com 250 unidades e 150 franqueados, a rede tem como meta atingir até o final do ano 300 franquias e até dezembro estar com um faturamento de R$ 200 milhões.

Rede de Franquias

“Somos a franquia mais premiada do Brasil nos últimos anos e a maior da América Latina em aluguel de equipamentos. Ano a ano, a Casa do Construtor vem registrando um crescimento médio de 20% no faturamento.

Encerramos 2015, por exemplo, com faturamento de R$ 185 milhões e a previsão para 2016 é de uma alta de aproximadamente 8%. Este ano, estamos com um forte plano de crescimento de nossas franquias, com foco, principalmente, nas regiões Sul e Nordeste, onde a demanda ainda é alta para crescer.

Nossa intenção é atingir a marca de mil unidades até 2025, com aposta na conversão de bandeiras e destacando cada vez mais nossos diferenciais, como a credibilidade conquistada em todos esses anos no setor, a personalização do atendimento, além do oferecimento de equipamentos de alta qualidade para o cliente. Somado a isso está o nosso ideal de mudar o método de se construir no Brasil. Por meio de nosso negócio, é possível aumentar a produtividade e reduzir custos no setor”, afirma Altino Cristofoletti Júnior, um dos fundadores da Casa do Construtor.

Para comprovar sua história de sucesso, a rede recebeu mais de vinte prêmios ao longo dos anos. Em 2010 foi considerada a Melhor Franquia do Brasil pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, em 2012 ganhou como a Melhor Franquia do Brasil pela ABF. No mesmo ano foi certificada como uma das melhores empresas para se trabalhar pelo Great Place to Work. Em 2011, a Casa do Construtor tornava-se Empreendedor do Ano, pela Consultoria Ernest & Young, passando ainda a figurar como Empreendedor Endeavor. Em 2016, conquistamos o Selo de Excelência pela ABF e a chancela 5 estrelas da PEGN (Pequenas Empresas & Grandes Negócios).

Um pouco de história

A Casa do Construtor nasceu de um sonho de dois amigos, engenheiros civis, Altino Cristofoletti Júnior e Expedito Eloel Arena, que tinham o objetivo de um dia criar um negócio juntos. Algumas tentativas acabaram não dando certo, por estarem em momentos diferentes de suas vidas. Mas, finalmente, em 1993, uniram forças e abriram uma loja de materiais de construção em Rio Claro, interior de São Paulo. Assim, nascia a Casa do Construtor.

“A crise econômica e a inflação nos tiraram da zona de conforto e aos poucos entendemos o mercado, absorvendo cada vez mais sobre a formatação do negócio e o colocamos de pé. Gradativamente, fomos percebendo também que havia um nicho da construção civil que não era atendido. Para alugar um equipamento era tudo muito burocratizado e queríamos nos transformar em uma facilitadora na questão de locação destes materiais, conta Expedito Eloel Arena, um dos fundadores da rede. Segundo ele, o método de locação há anos é muito comum na Europa e nos EUA, mas no Brasil recentemente o mercado começou a ter concorrentes. Ainda há um grande espaço a ser explorado”, comenta Arena.

Após muita aprendizagem com erros e acertos, em 1997 os sócios abriram uma segunda unidade, em Araras, também no interior paulista. Na sequência, apostaram na abertura de franquias.  E, assim, a primeira delas surgiu em Americana (SP), em 1998. No decorrer do tempo, já associados à ABF (Associação Brasileira de Franchising), com participação em feiras e eventos, os interessados começaram a aparecer e no ano de 2009, a Casa do Construtor já possuía 48 lojas pelo País. “Durante nosso trajeto, tivemos vários ajustes e mudanças, mas no final conseguimos mostrar ao mercado que o aluguel de máquinas é algo positivo e nos tornamos referência. Nosso objetivo é oferecer produtos seguros, de qualidade e ajudar ao cliente a encontrar a solução certa para a sua obra”, afirma Arena.

Outro detalhe que não passou em vão foi a apresentação das lojas da rede. A intenção era que todas elas não tivessem uma aparência de depósito e, sim, de conveniência, ou seja, ambientes limpos e organizados, com os funcionários usando uniformes. Nascia então um  novo conceito de saber atender e vender.

A Casa do Construtor possui um público bem versátil, entre eles, construtoras, comércio e indústrias, empresas, condomínios, profissionais que executam obra e pessoas comuns que queiram reformar sua residência. Este público pode locar equipamentos, máquinas e ferramentas de pequeno e médio porte, como materiais elétricos, rompedores, compactadores, betoneiras e andaimes, além de equipamentos para limpeza e jardinagem.

Segurança, Sustentabilidade e Conhecimento

Uma das metas da Casa do Construtor é a conscientização sobre a segurança no trabalho. Para isso, promove anualmente o evento “Jornada da Segurança”, com palestras de especialistas sobre as melhores práticas e normas do setor, inclusive com demonstrações práticas, voltadas a clientes e franqueados. Ainda com foco na segurança, a rede busca pelo que há de mais moderno no mercado em equipamentos. Todos os produtos passam por testes antes de serem disponibilizados para o comércio. Além disso, são avaliados em uma série de diretrizes e o que passa ganha um selo de excelência, que atesta a qualidade do produto, e a chancela é dada todo o ano durante a convenção de franqueados da rede.

Outra preocupação da Casa do Construtor é com a transferência de conhecimento. Para isso, organizou uma Universidade Corporativa, com sede própria em Rio Claro (SP), um espaço para o treinamento de franqueados. Os cursos são formados por duas etapas. A primeira com uma plataforma de ensino à distância e outra presencial, inclusive com um modelo itinerante, que vai até à loja quando necessário. Com instrutores dedicados, a Universidade oferece salas de aula para simulação do ambiente de loja, oficina de treinamento técnico para mecânicos e show room permanente, dividido de acordo com a fase da obra. Nestes ambientes são passados todos os detalhes da vivência e equipamentos de uma unidade.

Crescimento da Rede de Franquias

Na busca para aperfeiçoar cada vez mais seus negócios e sua comunicação com os franqueados e o mercado, a Casa do Construtor ganhou uma nova sede em 2012, localizada em Rio Claro (SP), com 60 colaboradores. E não parou por aí. Em 2013, a marca investiu em uma nova identidade visual, mais moderna, e alcançou a meta de 200 unidades no país.

Outra novidade foi a inauguração do novo prédio da Universidade Corporativa, também em Rio Claro, com um espaço amplo para o aprendizado sobre os equipamentos que a rede disponibiliza ao mercado, além de salas de aula e laboratórios para toda a passagem da parte teórica e prática aos franqueados.

Gestão e lucratividade

O perfil empreendedor de seus fundadores transformou uma simples loja de material de construção em um negócio promissor, atualmente uma grande tendência no Brasil. E o compromisso de querer vencer e criar uma empresa brasileira, focada em um nicho até então não explorado no país, fez nascer um modelo de gestão de destaque. A rede investiu R$ 1,5 milhão nos últimos dois anos em um software de gestão próprio, que facilita toda a comunicação e organização com os franqueados.

Hoje, a Casa do Construtor tem como canais de venda a loja física, o site (apenas para orçamentos), além da venda porta a porta (visitam construções e veem o que precisam), telefone e redes sociais. A lucratividade da marca, que possui 13 unidades próprias, é uma das maiores do mercado, com taxa de 40%, em um tempo de retorno do investimento em 36 meses. O investimento inicial é de R$ 550 mil e mais de 40% dos franqueados tem uma segunda loja da Rede.